Não somos 6 milhões , somos mais !!!!
Benfica Campeão
Segunda-feira, 12 DE Outubro 2009

 

 

Argentina rende-se a Di María
 
 
De Rosário apoio familiar para o jovem esquerdino. Palermo foi herói mas benfiquistas foram influentes na vitória da selecção de Maradona. Aimar antevê dificuldades frente ao Uruguai.

Parecia que as lágrimas de 40 milhões de argentinos queriam inundar o lotado estádio Monumental, casa do River Plate, tamanho o dilúvio que tombou dos céus à hora de um jogo decisivo para a Argentina. O temporal não impediu a vitória da selecção celeste graças a um tremendo ambiente com 50 mil almas a vibrar, a cantar, a puxar de início ao fim pela sua selecção, mesmo quando a bola era mal tratada no relvado, o que aconteceu com frequência num desafio de baixo nível tendo em conta a quantidade de estrelas envolvidas no espectáculo (verdade, Messi?).

No final, o estádio gritou por Martin Palermo, do Boca Juniors, que marcou aos 90+3, mas analisando à lupa o jogo impossível não distinguir a fundamental influência de dois jogadores que também se destacam na Liga portuguesa: Aimar e Di María foram pilares da selecção de Maradona, com maior destaque para o jovem esquerdino. Foi ele que encontrou espaços quando outros se atrapalhavam, carrilou ataques sucessivos pela esquerda, teve papel activo no golo que fez chorar a Argentina de felicidade, ao acreditar no cruzamento de uma bola que parecia perdida da esquerda para na sequência Palermo dar a vitória. Rematou uma vez, mas fez seis cruzamentos, alguns mortíferos a cheirar o golo. Na globalidade, foi o melhor jogador em campo. Maradona agradeceu, os argentinos rendem-se ao seu talento.

A força de Di María (último a deixar o Monumental, em silêncio, por força da ida ao controlo anti-doping) encontra alento na sua família. A A BOLA surpreendeu todo o clã reunido, como que em cerimónia, preparando-se para entrar no estádio, organizando-se em grupos, pois os bilhetes eram para diferentes sectores. O pai, Eugénio, sempre a liderar, a mãe, as irmãs, os primos e também a namorada, elemento mais recente da família. Vieram todos de Rosário, a quase 300 quilómetros de distância de Buenos Aires para dar força ao petiz. Eugénio traz uma camisola celeste que Di María usou num dos últimos jogos que efectuou: «Não a vendo. Nem que me dessem uma fortuna», diz, orgulhoso. Sabe que o filho vai ser titular, junto de Aimar, e acredita que a dupla benfiquista pode ajudar a Argentina a ultrapassar os seus fantasmas. «Seria lindo se Di marcasse». Não o fez. Mas foi determinante.
 
12 de Outubro de 2009  - Fonte " A Bola "
 
Investimento compensa
GARCÍA, RAMIRES E SAVIOLA RENDEM UM TERÇO DOS GOLOS
 
 O forte investimento feito pelo Benfica nesta temporada parece estar a dar retorno, e sinal disso é o facto das contratações mais caras terem rapidamente convencido treinador e adeptos. Um trio de luxo...

Ramires, de 22 anos, custou 7,5 milhões de euros e foi o mais caro dos reforços, mas rapidamente o Queniano deu nas vistas e assumiu papel preponderante no onze de JJ, contabilizando até ao momento 4 golos.

Nem é preciso sair do meio-campo para falar de outro reforço, que custou apenas menos meio milhão de euros aos cofres encarnados do que o brasileiro. Javi García, também de 22 anos, é fundamental na estratégia de jogo do treinador, um elemento de extrema importância para o equilíbrio da equipa. Soma 2 golos.

Mais barato, mas claramente acima da fasquia dos 2 milhões, está Saviola, que muito cedo mostrou um entendimento perfeito não só com Cardozo, mas também com o compatriota Aimar. Sem perder a noção da baliza, o argentino, de 27 anos, fulminou as redes adversárias em 4 ocasiões.

rentabilidade. É um facto que o trio custou 75 por cento do investimento total, de 25,4 milhões de euros, mas também é significativo que juntos rendem um terço dos golos da equipa. Mais do que isso, são os únicos reforços que já se fixaram no onze.

O Benfica de Jesus contabiliza 31 golos e Saviola com os dois médios levam já 10. O investimento está a dar retorno e a fazer esquecer outras apostas, como são os casos de Patric (cedido ao Cruzeiro de Belo Horizonte) e Shaffer, que ainda não convenceu totalmente.

 
12 de Outubro de 2009  - Fonte " Record "
 
 
 
Aimar: «Estar no Mundial e ganhar a Liga»
RENASCE NA ARGENTINA E PROJETA "CENÁRIO PERFEITO"

Pablo Aimar está nas nuvens. Não dá para disfarçar. Reencontrou o seu melhor futebol e conseguiu a titularidade à primeira convocação na era Maradona. O regresso à seleção e ao Estádio Monumental foi abrilhantado com uma assistência para golo e uma vitória que soou a milagre. Nada que a Igreja Maradoniana não tivesse previsto, mas para El Mago o futuro faz-se de objetivos concretos que não passam unicamente pela alviceleste. "Tudo me está a correr bem. É claro que quero estar no Mundial com a Argentina e seria perfeito se pudesse ganhar a Liga com o Benfica. Seria fantástico", disse a Record, minutos depois de ter festejado o triunfo (2-1) sobre o Peru. A cabeça do médio está também em Portugal: com Di María, rejubilou com a vitória em Paços de Ferreira, que mantém as águias nos calcanhares do Sp. Braga.

É no coletivo que Aimar se centra, mas esta é também uma hora de avaliação individual. "Agradeço muito ao Benfica pela forma fantástica como me tratou desde que cheguei a Portugal", direcionou. O nosso jornal envia a mensagem diretamente para a Luz, onde o argentino espera brilhar ainda mais. É essa a melhor forma de retribuir o muito que, garante, os encarnados têm feito por si. "No início não estive bem, mas agora estou ao meu melhor nível e estou muito agradecido a todo o clube. Todos têm feito muito por mim", insistiu, sem negar que as suas ambições de carreira projetam um regresso ao River Plate. Até lá, Aimar tem sonhos de vermelho e branco e que remetem para um tempo muito específico: em maio, quer ser campeão português.

Não é em vão que El Mago salienta o papel do Benfica no renascimento do seu futebol. Sendo um jogador que se exprime na zona de definição, o 10 encarnado colhe os frutos da mentalidade ofensiva do seu clube e da capacidade finalizadora relevada por todo o coletivo. "Claro que isso me beneficia, estou encantado por estar numa equipa que marca tantos golos", salientou. Aos 29 anos, Aimar está de volta e promete alegrias para a nação encarnada e para a seleção de Diego Maradona.

 

12 de Outubro de 2009  - Fonte " Record "

 

Após 11 jogos consecutivos sem derrotas, o Brasil perdeu na Bolívia, por 1-2, em jogo da 17.ª e penúltima jornada da qualificação sul-americana para o Mundial'2010, que servia apenas para cumprir calendário.

Com os benfiquistas Luisão e Ramires no onze, o escrete, já apurado para o Mundial'2010, foi derrotado pela Bolívia, treinada por Erwin Sanchez, antigo jogador do Boavista e do Benfica, que já não tinha qualquer hipótese de qualificação.

 

Na altitude de La Paz (3600 metros acima do nível do mar), Olivares, aos 10 minutos, e Martins, aos 30, deram vantagem aos "verdes", enquanto Nilmar reduziu a diferença, aos 70.

Este resultado permitiu ao Paraguai, vencedor do confronto com a Venezuela (2-1), igualar o Brasil no topo da classificação, com 33 pontos.

 

Apesar de ocupar a penúltima posição da zona, a Bolívia voltou a derrotar um dos gigantes sul-americanos, depois de ter goleado a Argentina, por 6-1.

12 de Outubro de 2009  - Fonte " Record "

 

Cardozo tão rápido como Drogba
TACURA DEMOROU 2 MINUTOS A MARCAR

 

Dois minutos. Este foi o tempo que Cardozo demorou a marcar no embate com a Venezuela. Tão rápido como o Tacuara foi o marfinense Drogba. Mais veloz do que ambos nesta jornada de qualificação para o Campeonato do Mundo da África do Sul apenas o tunisino Jomaa.

O ponta-de-lança do Benfica, de 26 anos, entrou em campo aos 77 minutos, numa altura em que o Paraguai batia o conjunto venezuelano por 1-0, no Estádio Cachamay, localizado em Guayana. Aos 79 minutos, segundo a informação que consta na ficha de jogo da FIFA, o camisola 7 das águias - enverga o mesmo número no selecionado paraguaio - finalizou na perfeição um contra-ataque rápido, ampliando a vantagem da sua equipa. A bola foi-lhe endossada por Edgar Benítez e ele, já de ângulo um pouco apertado no lado esquerdo, disparou cruzado em direção ao poste mais distante, enganando o guarda-redes que esperava um remate ao primeiro poste. Otento do Tacuara foi bastante festejado pelos companheiros, enquanto os adeptos enfatizaram o facto de o avançado ter aproveitado na seleção - onde não costuma ser muito produtivo - a veia goleadora demonstrada na Luz.

 

Contabilizando o remate certeiro desferido ontem frente à Venezuela, Cardozo marcou em sete dos últimos oito encontros em que participou: V. Setúbal (3), Belenenses (1), BATE (1), U. Leiria (1), Leixões (2) e Paços de Ferreira (1).

A exceção a esta regra foi a visita a Atenas, que teve lugar entre a receção ao Leixões e o duelo da Mata Real. Na sequência de uma exibição cinzenta, oBenfica foi derrotado (0-1) pelo AEK em partida referente à 2.ª jornada da fase de grupos da Liga Europa.

O Tacuara ficou em branco mas esteve quase a fazer o gosto ao pé. Na sequência de uma falta cometida sobre Di María, a cerca de 25 metros das baliza e em zona frontal, Cardozo (vai descansar no próximo sábado, diante do Monsanto para a Taça) cobrou um livre direto com o pé esquerdo, disparando forte e colocado e proporcionando uma defesa espetacular a Saja.

 

12 de Outubro de 2009  - Fonte " Record "

 

Rúben Amorim a cem por cento

 

Rúben Amorim a cem por cento

O Benfica continua a preparar a partida da terceira eliminatória da Taça de Portugal contra o Monsanto, no próximo dia 17 de Outubro, com uma boa noticia vinda do departamento médico: Rúben Amorim está recuperado da respectiva lesão e já pôde treinar sem limitações. Na sessão, conduzida à porta fechada, Jorge Jesus continuou a não poder contar com os 11 jogadores dispensados para as selecções. Por outro lado, Luís Filipe, Fábio Coentrão e Carlos Martins treinaram condicionados. Para colmatar as várias ausências, o treinador benfiquista chamou Tiago Ribeiro, Mário Rui, Fábio Carvalho, Alexsandro Silva, Rômulo Santos e Diogo Caramelo para treinar com o restante plantel principal. O Benfica regressa aos trabalhos neste sábado, pelas 10h30, outra vez no Caixa Futebol Campus, mas desta vez com porta aberta aos adeptos.

 

 

Prémio Miklos Fehér para "perpetuar" a memória do jogador

O prémio Miklós Fehér, uma parceria entre a antiga escola do futebolista em Gyor, na Hungria, e o Benfica, pretende manter bem viva a memória do jogador, vítima de morte súbita em 2004. Decorridos cinco anos desde a morte de Fehér em pleno Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, nos instantes finais de um jogo da Liga portuguesa, a antiga escola do futebolista na Hungria propôs ao Benfica a criação de um prémio que "perpetuasse" a memória do avançado. "No quinto aniversário da morte do Miki decidimos estabelecer um prémio, porque queríamos manter a memória, que ele não fosse esquecido. Falámos dos nossos planos ao Benfica, que os aceitou", revelou Ágnes Csobodné, directora-adjunta da escola. Os primeiros galardoados com o prémio - ambos da escola de Gyor - estão ligados ao fenómeno desportivo: um jovem campeão mundial júnior de tiro em movimento, Laszlo Boros, e um antigo professor de Fehér e também ele futebolista, nos anos 60. Laszlo Keglovich recorda os anos 60 e o dia em que defrontou o Benfica no antigo Estádio da Luz, pelo Vasas Gyor, mas também o facto de
Prémio Miklos Fehér para "perpetuar" a memória do jogador

ter sido professor de Fehér, um jovem húngaro "com potencial" para o futebol. "Tenho boas memórias do Miki, de quem fui professor. Era um jogador talentoso", referiu o professor premiado, referindo que regressa terça-feira à Hungria com "boas memórias". Este ano, ao contrário do que acontecia desde 2005, o Benfica deixou de assinalar, na visita a Guimarães, a morte do seu antigo jogador, com a perspectiva de passar a assinalá-lo e lembrá-lo de outra forma. "Foi assumido que já tinha passado o tempo suficiente para o relembrar dessa forma. Ao invés de recordá-lo pelo local onde morreu, queremos recordá-lo e homenagear pelo que foi em vida", sublinhou o director de comunicação do Benfica, João Gabriel. O prémio agora instituído permitirá que anualmente um estudante e um professor da escola de Gyor possam visitar Lisboa e acompanhar "mais perto" a vida do Benfica, no seu estádio e no seu centro de estágios. Miklos Fehér morreu aos 24 anos no final de um jogo em que o Benfica defrontava o Vitória de Guimarães. O jogador não resistiu a uma paragem cardio-respiratória e a sua morte foi confirmada já no hospital.

 

12 de Outubro de 2009  - Fonte " MSN Desporto "

 

 

Regresso aos treinos
Benfica prepara Monsanto sem internacionais

Ainda sem contar com os jogadores que representam nesta altura as respectivas selecções nacionais, o Benfica treinou no Caixa Futebol Campus tendo em vista preparar a deslocação ao terreno do Monsanto, relativo à 3.ª eliminatória da Taça de Portugal.

Os únicos condicionados neste apronto foram Shaffer (tratamento, depois de ter sofrido uma lesão muscular no adutor direito) e Luís Filipe (treinou condicionado, visto ter um estiramento muscular no adutor da coxa direita). Esta tarde de segunda-feira treinaram os Juniores Nélson Oliveira, Edson Silva e Ademir Santos.

O regresso ao trabalho está marcado para as 10h30 de terça-feira, no Caixa Futebol Campus, realizando-se à porta fechada

 

12 de Outubro de 2009  - Fonte " Benfica "

publicado por Sérgio Martins às 08:06
tags:
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
18
20
22
23
24
25
30
31
Visitantes
free counters
arquivos
2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

Perguntas pertinentes
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
O Benfica parece um Oceano, com tantos adeptos a d...
Posts mais comentados
Taça da Liga -Vencedores
1ª Liga - Campeão
mais sobre mim
blogs SAPO