Não somos 6 milhões , somos mais !!!!
Quarta-feira, 28 DE Outubro 2009

 

Ações sobem com Jesus
TÍTULOS VALORIZARAM 67,9%

 

 

 

Os bons resultados desportivos do Benfica têm feito subir as ações do clube. Segundo o "Diário Económico", desde que Jesus assumiu o comando técnico, os títulos do clube valorizaram 67,9%.

Este desempenho também é explicado pelo fundo de jogadores criado na Luz. Refira-se que tanto as ações do FC Porto como as do Sporting têm desvalorizado.

 

 

 

Ruben Micael ainda desejado
CONTINUA NA MIRA DA ÁGUIA APESAR DAS PALAVRAS POLÉMICAS


 

Mais golos só com a presença do King
DESDE 1972/73 QUE AS ÁGUIAS NÃO MARCAVAM TANTO

 

Já se torna difícil adjetivar o rendimento ofensivo do Benfica neste início de temporada, de tal forma que é preciso remontar a 1972/73 para encontrar um arranque mais produtivo. Na altura, Eusébio ainda espalhava o perfume do seu futebol pelos relvados portugueses.

Os 6 tentos apontados ao Nacional elevaram para 30 o número de golos apontados nas 8 primeiras jornadas. Este registo acabou por pulverizar o extraordinário arranque das águias em 1989/90 (24 golos), então sob o comando técnico de Eriksson.

Agora, já é preciso recuar 37 épocas para encontrar uma altura na qual os adeptos encarnados comemorassem mais golos. Recorde-se que em 72/73, além do Pantera Negra, o técnico Jimmy Hagan contava com Simões e Nené.

 

 

Entretanto, Ruben Micael está a fazer um início de época notável - confirmando as expectativas do Benfica - e está novamente a despertar o assédio dos grandes

Ruben Micael continua a interessar ao Benfica e anteontem, na Luz, chegaram a existir conversas versando a possibilidade do médio-ofensivo vir a reforçar os encarnados a curto/médio prazo.

No final do jogo, os responsáveis encarnados foram surpreendidos com as declarações do jogador, de 23 anos, que lançou suspeições sobre eventuais desentendimentos no túnel, ao intervalo. Apesar de desagradados os dirigentes da Luz atribuíram os comentários ao calor do encontro e vão continuar a tentar garantir o concurso de uma das revelações do campeonato.

Insulares surpreendidos

Não foi só entre a direção das águias que as palavras do futebolista surpreenderam. Na comitiva do Nacional, as afirmações que Ruben Micael prestou na zona mista também causaram algum desagrado pois todos sabem da existência de conversações, visando uma transferência.

Recorde-se que no último defeso Rui Alves chegou a receber uma proposta para a venda de Nené e Ruben Micael. Contudo, os italianos do Cagliari fizeram uma oferta mais aliciante e o avançado acabou por rumar ao calcio.

publicado por Sérgio Martins às 08:07
tags:

 

O Benfica goleou o Everton FC na terceira jornada da UEFA Europa League, mercê de uma vitória por 5-0 no Estádio da Luz. Os "encarnados" chegaram à vantagem no primeiro tempo e entraram na segunda parte de forma avassaladora, tendo apontado três golos em cinco minutos. Com este triunfo o Benfica ascende à liderança do Grupo I, com seis pontos, os mesmos dos ingleses.

 

Poucas mexidas
A turma "encarnada" apresentou poucas alterações em relação à habitual formação inicial, com a particularidade de Ruben Amorim ter alinhado na posição de defesa-direito, lugar normalmente ocupado por Maxi Pereira. No flanco oposto, a escolha de Jorge Jesus recaiu sobre César Peixoto, já que Shaffer falhou a partida frente aos "toffees" a contas com uma lesão muscular. O guarda-redes Júlio César, utilizado nas provas europeias, voltou a ocupar o lugar entre os postes.

 

Luisão ameaça
A jogar em casa, os comandados de Jorge Jesus entraram bem no encontro, assumindo as despesas nos minutos iniciais, tendo criado uma boa oportunidade para marcar logo aos quatro minutos. Pablo Aimar bateu um canto do lado esquerdo e Luisão, livre de marcação, desviou de cabeça, com a bola a passar ligeiramente ao lado.

 

 

Golo de Saviola
Apesar do assédio "encarnado", a formação inglesa equilibrou as operações a meio-campo, mas foi mesmo a equipa lisboeta a primeira a chegar ao golo, aos 13 minutos. Di María ganhou espaço para cruzar do lado esquerdo e Saviola, ao segundo poste, atirou a contar para delírio dos adeptos "encarnados" presentes no Estádio da Luz. Dez minutos volvidos, Di María voltou a criar calafrios à defesa inglesa, com o Benfica muito perto de aumentar a vantagem. O extremo argentino passou por um opositor no lado esquerdo, efectuou um cruzamento rasteiro e o defesa-central Sylvain Distin por pouco não fazia autogolo.

 

Resposta inglesa
Aos 33 minutos, o Everton respondeu com algum perigo, na sequência de um passe de Yakubu, em zona frontal. Bilyaletdinov disparou de primeira, com o esférico a passar ligeiramente por cima da barra da baliza de Júlio César, numa fase em que os homens comandados por David Moyes procuravam o empate. Contudo, o Benfica conseguiu preservar a vantagem até ao intervalo.

 

Entrada explosiva
A segunda parte começou da melhor forma para a equipa da casa, que fez o 2-0 logo aos 46 minutos. Aimar ganhou a bola à entrada da área, Saviola progrediu pelo lado esquerdo e assistiu na perfeição Óscar Cardozo, que só teve de encostar. Numa entrada verdadeiramente explosiva, os "encarnados" voltaram a marcar no minuto seguinte. Di María, também pelo lado esquerdo, efectuou um cruzamento bem medido e Cardozo, ao segundo poste, bisou com um remate de cabeça.

 

Luisão de cabeça
Aos 51 minutos a turma da Luz fez o 4-0, na sequência de um pontapé de canto apontado por Aimar. Luisão, em zona frontal, cabeceou ao poste mais distante, colocando em delírio as bancadas do Estádio da Luz. Três minutos depois foi a vez de Di María tentar a sua sorte, já no interior da área. O argentino ganhou espaço, rematou com intenção, mas a bola embateu com estrondo na barra da baliza à guarda de Tim Howard.

 

Bis de Saviola
Depois da avalanche de golos no recomeço, o Benfica continuou a dominar, não com tanta intensidade, perante uma equipa do Everton mais descrente face ao primeiro tempo. Os comandados de Jorge Jesus poderiam ter marcado mais, mas o Everton esteve perto de marcar aos 78 minutos, após um remate de Saha, que embateu no poste da baliza "encarnada". No entanto, o Benfica chegaria ao 5-0 aos 82 minutos, após lançamento longo de David Luiz. Di María assistiu Saviola, que fez o mais fácil.

Os Golos:

 

Outros Jogos

 22/10/2009
FC Salzburg 1 - 0 PFC Levski Sofia
S.S. Lazio 2 - 1 Villarreal CF
FC Sheriff 2 - 0 FC Twente
FC Steaua Bucureşti 0 - 1 Fenerbahçe SK
FC BATE Borisov 2 - 1 AEK Athens FC
SL Benfica 5 - 0 Everton
FC Shakhtar Donetsk 4 - 0 Toulouse FC
Club Brugge KV 2 - 0 FK Partizan
PSV Eindhoven 1 - 0 FC København
AC Sparta Praha 2 - 0 CFR 1907 Cluj
FK Austria Wien 2 - 2 Werder Bremen
Athletic Club Bilbao 2 - 1 CD Nacional
FC Timişoara 0 - 0 RSC Anderlecht
AFC Ajax 2 - 1 NK Dinamo Zagreb
Valencia CF 1 - 1 SK Slavia Praha
LOSC Lille Métropole 3 - 0 Genoa CFC
Celtic FC 0 - 1 Hamburger SV
Hapoel Tel-Aviv FC 5 - 1 SK Rapid Wien
FK Ventspils 1 - 2 Sporting Clube de Portugal
Hertha BSC Berlin 0 - 1 SC Heerenveen
Fulham FC 1 - 1 AS Roma
PFC CSKA Sofia 0 - 2 FC Basel 1893
Galatasaray AŞ 4 - 1 FC Dinamo 1948 Bucureşti
Panathinaikos FC 1 - 0 SK Sturm Graz

 

 
publicado por Sérgio Martins às 01:43

 

O Benfica perdeu na segunda jornada da UEFA Europa League, na visita ao terreno do AEK Athens FC, por 1-0. O único golo da partida foi apontado à beira do intervalo, por intermédio de Majstorovic.

 

Di María perto do golo
Os comandados de Jorge Jesus entraram bem no jogo, de forma autoritária, e desde cedo tomaram as rédeas do encontro, com o AEK a explorar os lances em contra-ataque. Assim, aos 12 minutos, Di María esteve perto do golo após a marcação de um pontapé de canto. O argentino aproveitou um alívio deficiente da defesa grega e disparou de pronto, com a bola a embater no poste da baliza à guarda de Saja.  

 

AEK responde
Aos 15 minutos, a turma da casa respondeu e Georgeas criou o primeiro lance de perigo junto da área "encarnada", permitindo uma defesa segura a Júlio César. No minuto seguinte, o guarda-redes brasileiro voltou a negar os intentos dos gregos, ao travar um remate de longe por parte de Scocco. Aos 19 minutos, Blanco falhou por pouco o alvo, após uma saída fora de tempo por parte de Júlio César, mas o lance foi invalidado por posição irregular.

 

Blanco de cabeça
Aos 22 minutos, Di María voltou a criar perigo, após uma incursão pelo lado esquerdo. O extremo argentino deixou dois defesas para trás, ultrapassou o guarda-redes dos gregos, mas, sem ângulo de remate, não conseguiu introduzir a bola na baliza. Aos 39 minutos, o AEK esteve muito perto de marcar, após cruzamento do lado esquerdo. Blanco rematou de cabeça e a bola saiu muito perto do poste esquerdo da baliza.

 

Golo perto do intervalo
Depois de alguns avisos, os gregos acabaram mesmo por marcar, na sequência de um pontapé de canto, aos 42 minutos. Majstorovic saltou mais alto do que os centrais do Benfica e, de cabeça, fez o 1-0, para gáudio dos adeptos presentes no Estádio OACA Spiros Louis. O Benfica foi para o descanso em desvantagem, mesmo depois de ter construído alguns lances para marcar no primeiro tempo, se bem que tenha revelado algumas dificuldades no sector mais recuado.

 

Benfica tenta empate
Na segunda parte, a formação lisboeta entrou bem e Di María por pouco não fez o empate, após remate sobre o lado esquerdo. Valeu à turma grega a intervenção de Saja, que cedeu canto. Dois minutos depois, o guarda-redes grego voltou a negar o tento do Benfica, na sequência de um remate de Saviola, que levava selo de golo. Aos 64 minutos, o recém-trado Weldon poderia ter dado melhor sequência a um cruzamento de Ramires, mas o cabeceamento do brasileiro saiu ao lado.

 

Expulsão
Dois minutos depois, Cardozo quase marcava de livre, mas Saja efectuou nova defesa vistosa. Aos 73 minutos, foi a vez de Fábio Coentrão (também entrou na segunda parte) tentar a sua sorte, com um disparo já no interior da área. Contudo, o guardião do AEK defendeu com o pé, tendo cedido canto. O AEK ficou reduzido a dez elementos, por expulsão de Georgeas, a cinco minutos do fim, mas o Benfica não conseguiu chegar ao empate.

Outros Jogos

                   01/10/2009
PFC Levski Sofia 0 - 4 S.S. Lazio
FC Salzburg 2 - 0 Villarreal CF
FC Twente 0 - 0 FC Steaua Bucureşti
FC Sheriff 0 - 1 Fenerbahçe SK
AEK Athens FC 1 - 0 SL Benfica
FC BATE Borisov 1 - 2 Everton
Toulouse FC 2 - 2 Club Brugge KV
FC Shakhtar Donetsk 4 - 1 FK Partizan
FC København 1 - 0 AC Sparta Praha
PSV Eindhoven 1 - 0 CFR 1907 Cluj
Werder Bremen 3 - 1 Athletic Club Bilbao
FK Austria Wien 1 - 1 CD Nacional
RSC Anderlecht 1 - 1 AFC Ajax
FC Timişoara 0 - 3 NK Dinamo Zagreb
SK Slavia Praha 1 - 5 LOSC Lille Métropole
Valencia CF 3 - 2 Genoa CFC
Hamburger SV 4 - 2 Hapoel Tel-Aviv FC
Celtic FC 1 - 1 SK Rapid Wien
Sporting Clube de Portugal 1 - 0 Hertha BSC Berlin
FK Ventspils 0 - 0 SC Heerenveen
AS Roma 2 - 0 PFC CSKA Sofia
Fulham FC 1 - 0 FC Basel 1893
FC Dinamo 1948 Bucureşti 0 - 1 Panathinaikos FC
Galatasaray AŞ 1 - 1 SK Sturm Graz

Estatísticas dos clubes

    

AEK   Benfica
1 Golos marcados 0
4 Cartões amarelos 3
1 Cartões vermelhos 0
10 Remates à baliza 9
3 Cantos 7
9 Foras-de-jogo 1
 
publicado por Sérgio Martins às 00:18
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
18
20
22
23
24
25
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
arquivos
2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
O Benfica parece um Oceano, com tantos adeptos a d...
Posts mais comentados
mais sobre mim
blogs SAPO